Próximo jogo / Classificações

Classificação Final Liga Nos 16/17 - 1º Benfica 34 jgs, 82 pts; 2º FC Porto 34 jgs, 76 pts; 3º Sporting 34 jgs, 70 pts
Classificação Final Ledman Ligapro 16/17 - 1º Portimonense 42 jgs, 83 pts; 2º Aves 42 jgs, 81 pts; 14º Sporting B 42 jgs, 55 pts

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

"Às paredes me confesso"

" Os meus sessenta anos de experiência acumulada nem sempre foram fáceis, passei por momentos complicados atrozes até, mas sempre soube dar a volta e sair por cima. Todavia longe de mim supor que esta aventura de liderar o clube do meu coração corresse da forma que todos vós bem sabeis. Há quase dois anos atrás pensei em candidatar-me à Presidência do Scp tentando dessa forma ajudar a cimentar algo de novo, para isso rodeei-me de pessoas capazes para tentar desenvolver um trabalho sério e ganhador. Trouxe o Duque e o Freitas e convenci o Domingos a juntar-se a nós, com eles vieram ainda o Barbosa e o Cristóvão. Tínhamos assim tudo para ser felizes, pensava eu. Contratámos jogadores de primeira água ( se o Paulo Bento imaginasse tinha ficado por cá ) como há muito não se via pelos lados de Alvalade e lá partimos para a nossa viagem. Partimos bem mas logo ao primeiro revés fui fraco e despedi o Domingos, este é o erro mais grave que cometi até hoje e do qual me arrependo todos os dias ( à noite por vezes ao tentar adormecer em vez de carneiros aparecem-me domingos a saltarem cercas ). Não dei tempo ao rapaz ele que tão bom desempenho tinha tido no outro Sporting e como se não bastasse ainda tenho que lhe pagar. Escolhi o Sá para ocupar o seu lugar e ele até se portou melhor do que eu esperaria, apesar do revés na Taça. Entretanto o Barbosa abandonou, pouco tempo depois o Ppc viu-se envolvido naquela polémica do Cardinal e seguiu o mesmo caminho. Não dei parte de fraco e mais uma vez aguentei-me. A nova época já estava a decorrer quando o Sá começou a perder gás, mais uma vez segui o caminho mais fácil que foi despedi-lo não sem antes ter dado anuência ao empréstimo do americano e ter concordado com a não contratação de outro avançado ( mais dois erros meus, assumo ). Após a saída do Ricardo, o Luís e o Carlos saíram também e fiquei cada vez mais só e isolado. O Beto e o Vidigal bem tentaram confortar-me mas não da forma que eu precisava e pretendia. Num assomo de coragem decidi pegar o touro pelos cornos e tomar definitivamente como minha a pasta do futebol um pouco à imagem do Pinto da Costa e do Luís Filipe Vieira, quis assim modelar o Sporting rumo a um regime presidencialista tal como o clube do Salvador também. Por falar em Salvador o gajo irrita-me profundamente ( é novo, é bom gestor e tem ficado à frente do Sporting ultimamente ), quer ficar com os louros dos últimos anos e tomar o terceiro lugar de assalto. Levei-o ao Museu, já que não tinha mais nada para lhe dizer ou mostrar ( errei também ao dar-lhe troco ), senti-me frustrado mas claro que nunca o iria admitir. De toda a maneira ganhei-lhe o jogo portanto já não o devo ouvir mais durante algum tempo, menos um problema. Infelizmente foi sol de pouca dura, trouxe o Franky para tomar conta da equipa mas ele não se aguentou na Suíça e voltou a borrar a pintura em Moreira de Cónegos. Estou farto disto é só perder, perder, maldito Murphy ( é o que dá conhecer muita gente ). Depois disto tudo ainda tenho que aturar tarjas, multas, comunicação social e ainda tenho que ouvir os velhos de Alvalade no Conselho Leonino e desta vez não tenho a viagem com a equipa de futebol. Acabaram-se as desculpas, estou cansado, exausto, triste, um pouco deprimido até, mas todos os livros de auto ajuda que li durante estes anos e a minha psicóloga não me permitem que dê parte de fraco e abandone o barco sem rumar a bom porto. Sobre a psicóloga por vezes apetece-me esganá-la, mas depois ainda tenho outro problema judicial e eu quero é fugir deles. A minha família diz-me também para sair enquanto é tempo, mas não o consigo fazer, não quero ficar com o rótulo de ter sido um dos piores Presidentes que o Sporting alguma vez teve. Para isso preciso de mais tempo ( aquele que não dei ao Domingos nem ao Sá ) e tentar levar o mandato até ao fim ganhando se possível qualquer coisa pelo meio. Por outro lado tenho consciência de que não percebo lá muito de futebol, até já o Oliveira me descobriu a careca. Já sei vou jogar a moeda ao ar cara fico, coroa convoco eleições e já está. Vou já sem demora fazê-lo, ai vou vou. Jogo-a ao ar e espero até vê-la cair mas qual o meu espanto quando vejo que a moeda fica de pé, Deus me ajude, cruzes canhoto. Costuma-se dizer que um azar num vem só, mas eu vou arranjar outra maneira de tomar a decisão ai vou vou ( ainda só não sei é como ). Farei um comunicado com a brevidade possível, até lá então. " Saudações Leoninas.

Sem comentários:

Enviar um comentário