Próximo jogo / Classificações

Classificação Final Liga Nos 16/17 - 1º Benfica 34 jgs, 82 pts; 2º FC Porto 34 jgs, 76 pts; 3º Sporting 34 jgs, 70 pts
Classificação Final Ledman Ligapro 16/17 - 1º Portimonense 42 jgs, 83 pts; 2º Aves 42 jgs, 81 pts; 14º Sporting B 42 jgs, 55 pts

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Inconfidência

Quando estive a última vez com Godinho Lopes aproveitando para trocar umas breves palavras com ele e tirando duas ou três fotos para a posteridade, detetei ao colocar-lhe o braço por cima uma agitação fora do comum e nada normal para o momento que vivíamos. Passados menos de dois meses sobre esse nosso encontro não consigo retirar da minha cabeça essa imagem que me ficou, de alguém que tremia como varas verdes num simples confronto de ideias com alguns sócios e adeptos. Godinho Lopes estava claramente fora do seu habitat natural a jogar em campo aberto com os seguranças a curtos metros dele, mas sozinho no terreno. Talvez o meu abraço o possa ter acalmado e fico bem com a minha consciência se realmente contribuí para que isso possa ter acontecido. Todavia aquela imagem de fraqueza e de alguma impotência até, que eu pensava ser impossível detetar num presidente do meu clube nunca a irei tirar da cabeça. Saudações Leoninas.

PS Godinho Lopes e o restante Conselho Diretivo impugnaram ontem a decisão da MG na marcação da AG extraordinária remetendo esse pedido para o CF e D do clube com caráter de urgência. Sem querer minimamente beliscar os pressupostos que levaram a essa tomada de posição por parte do Conselho Diretivo, acho na minha humilde opinião que não é  caminho a tomar e que este só irá criar mais clivagens e divisões no clube. Qualquer presidente do Scp têm que ter consciência de uma coisa, as decisões dos sócios são soberanas e tem que ser tomadas em consideração sempre. Até porque o clube não é de Godinho Lopes ou meu, o Sporting Clube de Portugal é dos sócios e a eles e só a eles pertence.  

8 comentários:

  1. Caro pedro,

    isso, infelizmente, é o estado "normal" de Godinho Lopes, é uma fraca figura... e essencialmente uma fraca desculpa para presidente.

    Não admira que o Sporting esteja neste estado, sem rumo e sem liderança.

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Alvaro,

      poix a sensação que fiquei é mesmo essa, a de uma enorme fraqueza. Algo impensável ver na pessoa do presidente do nosso clube. Venha a AG e que os sócios definam o caminho a seguir. Abraço,

      sl

      aleixo

      ps esta de fechar as portas a um possível negócio com o rival da 2ª circular é só mais uma a juntar a tantas outras

      Eliminar
  2. Acabei de ler agora o comunicado da Candidatura Independente ao Conselho Fiscal e Disciplinar, e achei por bem partilhar o mesmo,
    ----------------------------
    Comunicado sobre a solicitação de parecer ao Conselho Fiscal e Disciplinar por parte do Conselho Directivo
    Publicado em 23/01/2013 por cfdindependente

    Foi com perplexidade que a Candidatura Independente ao Conselho Fiscal e Disciplinar do Sporting Clube de Portugal (SCP) tomou conhecimento da posição assumida pelo Conselho Directivo (CD) empossado em 27.03.2011 sobre a admissão pela Mesa da Assembleia Geral (MAG), de um requerimento para convocação de Assembleia Geral Extraordinária, apresentado por sócios do Clube nos termos do art. 50°/1 e para os efeitos do art. 39° dos Estatutos do SCP.
    Entendeu o CD solicitar ao Conselho Fiscal e Disciplinar (CFD) empossado na mesma data de 27.03.2011 a elaboração de um “parecer” sobre “os factos em apreço”, os quais, se bem se percebe, se traduzem na indevida convocação daquela Assembleia Geral, por alegada não verificação dos seus pressupostos, e na “indiferença” da MAG perante o momento financeiro e desportivo do Clube, de que será demonstrativa a ausência do Presidente da MAG dos mais recentes jogos da equipa profissional de futebol.
    Ora, da análise do elenco de competências do CFD consignado no art. 58°/1 dos Estatutos do SCP, resulta que a este órgão não cabe dar quaisquer “pareceres” sobre matérias que não as previstas nas alíneas a) a e) e g) daquele dispositivo, sendo que estas respeitam, no essencial, a temas de cariz económico-financeiro, nos quais não se inclui o escrutínio do mérito jurídico dos despachos proferidos pela MAG e muito menos a apreciação qualitativa da sua actuação em matéria de transparência, isenção, imparcialidade, solidariedade institucional ou assiduidade na assistência a jogos de futebol.
    Não poderá pois o CFD, no respeito pelos Estatutos, aceder à referida solicitação, sob pena de ficar, ele sim, “inquestionavelmente colado” à diatribe do CD contra outro órgão social, e de empenhar os valores de “transparência”, “isenção”, “imparcialidade” e “independência” que deveriam ser seu apanágio.
    Assim, a Candidatura Independente apela aos membros do CFD empossado em 27.03.2011 para que não se deixem enredar no conflito institucional criado pelo CD, o que apenas poderá ser assegurado através da recusa liminar de elaboração do “parecer” solicitado.
    Este apelo é feito na firme convicção de que os membros do CFD, tendo vindo a usar de evidente parcimónia no exercício dos poderes que efectivamente têm, seguramente não serão pródigos no exercício de poderes que não têm.
    A Candidatura Independente apela ainda ao CD para que, caso persista em ver censurada a actuação da MAG, o faça nos termos previstos nos Estatutos que se obrigou a cumprir, mais concretamente através da apresentação de participações de teor objectivo em que impute aos membros da MAG, individualmente considerados, as putativas infracções disciplinares que hajam praticado, para que, então sim no exercício das suas competências estatutárias, o CFD as aprecie.
    Independência. Rigor. Verdade.

    23 de Janeiro de 2013
    A Candidatura Independente ao Conselho Fiscal e Disciplinar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Pedro,

      é importante mesmo muito importante este esclarecimento que aqui nos deixas... os sócios podem assim estar mais descansados, abraço,

      sl

      aleixo

      Eliminar
  3. Esta direcção não está lá de forma democrática? Não foram os sócios ouvidos?

    De quanto em quanto tenpo vamos passar a ouvir os sócios?

    Pouco me interessa GL. Espero que todos os próximos presidentes tenham o respeito de todos, porque senão vai pelo mesmo caminho deste.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Anónimo,

      Quanto a GL é pena que não aceite a AG extraordinária como uma situação normal num clube de futebol, vejo-o demasiado agarrado ao poder de uma forma quase obsessiva. Nunca vi nada semelhante no Sporting, assim como nunca vi o Sporting tao mal desportivamente...

      Sl

      aleixo

      Eliminar
    2. Por acaso não está.
      Dos dois foi o que teve menos sócios a votar nele.
      E só uns estatutos medievais (sem falar da afinação criminosa) é que se permitiu aquela eleição completamente mentirosa.

      Se os sócios quiserem até podem ser ouvidos todas as semanas e nem tu, nem eu, nem o Godinho Lopes temos nada a ver com isso.
      Está nos Estatutos, e se cumprem parte deles, que cumpram as outras partes também.

      Vamos para a AG. E não serão os Juvecos vendidos que me meterão medo. São todos corridos a eito.

      Presidentes sem espinha dorsal, corruptos, mentirosos, sem carisma, sem palavra é do lado de lá da 2 Circular.


      Se apoias esta podridão, tens o clube que mereces.

      SL

      Eliminar
    3. Mas quem é que apoia a podridão ? Eu quero mudança assim como a maior parte dos sportinguistas. Vamos a ela.

      Sl

      aleixo

      Eliminar