Próximo jogo / Classificações

Próximo jogo - 29ª jornada Liga Zon Sagres: Nacional vs. Sporting, Estádio da Madeira, dia 04/05, pelas 00h00, direto na Sport Tv
Classificação Liga Zon Sagres - 1º Benfica 28 jgs, 73 pts; 2º Sporting 28 jgs, 66 pts; 3º Porto 28 jgs, 58 pts; 4º Estoril 28 jgs, 50 pts
Classificação II Liga - 1º Moreirense 39 jgs, 72 pts; 2º Porto B 39 jgs, 70 pts; 3º Penafiel 39 jgs, 69 pts; 5º Sporting B 38 jgs, 62 pts

domingo, 20 de Abril de 2014

Belenenses vs Sporting


Em frente, Sporting. Saudações Leoninas.

Já está


Com algum sentimento de ansiedade bem visível nos últimos minutos do encontro frente ao Belenenses, o Sporting conseguiu finalmente carimbar o acesso direto à Liga dos Campeões. O Sporting após uma época para esquecer, uniu forças e partiu à conquista do terceiro lugar, objetivo idealizado pela equipe técnica de Leonardo Jardim. Com um orçamento de tostões em comparação com Benfica e Porto, não se previa que conseguisse mais do que esse terceiro posto na geral classificativa, todavia jornada após jornada a equipa transcendeu-se e ambicionou sempre mais e mais, apresentando na maior parte dos jogos um futebol de grande qualidade. Portanto este segundo lugar é só o reflexo do que a equipe trabalhou e se não conseguiu almejar a algo mais, é porque em algumas jornadas foi prejudicada em favor de terceiros. Recordo-me por exemplo do jogo contra o Nacional da Madeira em casa, com a Académica também em casa, com o Setúbal fora, só para mencionar alguns. Em balanço final referir que este apuramento é obtido com inteiro mérito e justiça, e representa um importante encaixe financeiro na ordem dos 8,6 milhões de euros. Em frente, Sporting. Saudações Leoninas.

PS Parabéns à Direção liderada por Bruno de Carvalho, à equipe técnica brilhantemente orientada por Leonardo Jardim, ao nosso excecional grupo de atletas e finalmente uma palavra de apreço aos nossos sócios e adeptos. O apuramento é de todos sem exceção.

sábado, 12 de Abril de 2014

Tu vais vencer podes crer

Mais uma vitória desta vez frente ao Gil Vicente, permite ao Sporting ficar a um pequeno passo de conseguir o apuramento direto para a Liga dos Campeões. Fica a faltar assim apenas mais uma vitória, que pode ser assegurada já no dia 19 deste mês, na deslocação ao Restelo. Quanto ao jogo em si, o Sporting entrou cedo a ganhar através de um belo golo de Slimani, após uma grande assistência da direita de Carrillo. Pensar-se-ia que a nossa equipa mais cedo ou mais tarde iria matar o jogo, todavia tal não aconteceu como os sócios e adeptos esperariam. A segunda parte então, chegou mesmo a ser jogada a um ritmo muito baixo, o que permitiu ao Gil subir as linhas e causar-nos até um ou outro calafrio. A terminar a partida, mais uma arrancada pela direita iria resultar no segundo golo sportinguista. Outra vez uma nova assistência de Carrillo, permitiu a Heldon estrear-se a marcar oficialmente com a camisola leonina. O cabo-verdiano chegou mesmo a emocionar-se com o feito conseguido, ele que nunca mais irá esquecer certamente o dia de hoje. O jogo terminava assim, com mais uma vitória justa e clara da nossa equipa. Duas notas finais, a primeira para os nossos sócios e adeptos, mais uma vez apoiaram a equipa de uma forma incrível. A segunda nota é para William Carvalho, este nosso menino neste momento é a âncora desta equipa, sendo que todo o jogo leonino passa por ele. A continuar assim torna-se infelizmente, impossível segurá-lo mais tempo pelos lados de Alvalade. Em frente, Sporting. Saudações Leoninas. 


PS O nosso guarda-redes não teve praticamente trabalho, também devido à boa prestação da nossa defesa e meio campo, aliadas ainda a uma grande inoperância ofensiva por parte dos gilistas. Quanto ao ataque, fomos competentes q.b.. A equipa funcionou como um bloco e com uma grande entreajuda, todavia tenho que salientar as boas exibições de Cédric, Rojo, William e de Carrillo. 

segunda-feira, 7 de Abril de 2014

Eu quero aplaudir

A Sporting Clube de Portugal – Futebol, SAD, nos termos e para efeitos do cumprimento da obrigação de informação que decorre do disposto no artigo 248º, nº1 al. a) do Código dos Valores Mobiliários, vem informar que, no seguimento do comunicado da Sporting Cube de Portugal – Futebol SAD de 03 de Abril de 2014 e do comunicado do Sport Clube Corinthians Paulista do dia seguinte, foram reatadas as negociações entre as duas entidades, as quais culminaram com a transferência para este clube de 100% dos direitos desportivos e de 50% dos direitos económicos do jogador Elias Mendes Trindade, detidos pela Sociedade, pelo valor de 4 milhões de euros. O Contrato de Trabalho Desportivo que se encontrava registado na Liga Portuguesa de Futebol Profissional tinha o seu termo previsto para 30 de Junho de 2016, e termina assim na presente data. Na sequência desta transferência, a Sociedade não irá assumir quaisquer custos adicionais com o atleta a partir da presente data. Com o presente acordo, a poupança total que a Sporting SAD logrou obter em termos de salários e direitos de imagem até final do referido contrato foi de 8 milhões de euros.

Lisboa, 07 de Abril de 2014
O Conselho de Administração


PS Bruno de Carvalho conseguiu aquilo que já poucos esperariam, nesta janela de transferências. Ao transacionar o atleta por 4 milhões de euros com o Corinthians, conseguiu minorar e de que maneira o pior negócio da história sportinguista futebolisticamente falando, claro. Além disso, consegue também limpar de vez o balneário, de vícios e erros de casting acumulados pela direção anterior. Muitos parabéns Presidente, o teu trabalho tem sido simplesmente magnífico, que Deus te dê força e coragem para continuares por muitos e muitos anos à frente dos destinos do nosso clube, é o que te desejo do fundo do coração. Finalmente quero também expressar publicamente, um voto de boa sorte para o futuro de Elias. Em frente, Sporting. Saudações Leoninas.   

sábado, 5 de Abril de 2014

A neblina também já lá vai

Mais uma grande vitória do Sporting, na visita ao sempre difícil terreno do Paços de Ferreira. Os golos de William Carvalho e de Rojo na primeira parte e de Adrien na segunda, foram suficientes para levar de vencida um sempre valoroso adversário, bem comandado dentro das quatro linhas por Bebé. Esta vitória garante já a pré eliminatória da Liga dos Campeões na próxima época, o que não deixa de ser admirável e ao mesmo tempo algo impensável até para os mais céticos, que nunca ousariam supor sequer, que a nossa equipa conseguisse atingir este desiderato. Duas notas finais, a primeira para os sócios e adeptos que acompanharam a equipa, foram inexcedíveis nesse mesmo apoio, a segunda nota é para Leonardo Jardim, o nosso treinador merece os meus maiores elogios, com grande mérito seu transformou um lote de atletas numa verdadeira equipa de futebol e ao mesmo tempo, conseguiu também criar um grupo extremamente forte e coeso. Em frente, Sporting. Saudações Leoninas.


PS A nossa equipa deu mais uma mostra cabal da sua qualidade. O Rui fez grandes defesas, a defesa esteve quase sempre intransponível apesar de um ou outro desacerto, o nosso meio-campo fabricou dois grandes golos e trabalhou imenso e o ataque esteve acertado q.b., Slimani não faturou mas fez duas assistências para golo.


sexta-feira, 4 de Abril de 2014

Mistério desvendado


«A Sporting Clube de Portugal – Futebol, SAD, nos termos e para efeitos do cumprimento da obrigação de informação que decorre do disposto no artigo 248º, nº1 al. a) do Código dos Valores Mobiliários, vem prestar esclarecimentos sobre as negociações levadas a curso até à madrugada de 02 de Abril de 2014 e que conduziram à não concretização da transferência do jogador Elias Mendes Trindade. O Jogador Elias Mendes Trindade foi emprestado ao Club de Regatas do Flamengo (“Flamengo”) no período de Janeiro a Dezembro de 2013, ficando no contrato de empréstimo definida uma cláusula de opção de compra dos seus direitos desportivos por um valor de 15 milhões de euros. Em Outubro de 2013, a Sporting SAD estabeleceu um acordo de intenções com Eliseu Trindade, na qualidade de representante do jogador e da empresa detentora dos direitos de imagem deste último, com o intuito de concretizar a transferência do jogador Elias para um clube brasileiro no período de transferências seguinte por montantes situados entre 3 e 6 milhões de euros acrescidos da transferência de um jogador do Clube que viesse a concretizar a compra, para os 50% dos direitos económicos detidos pelo Sporting. Em Dezembro de 2013 o Flamengo manifestou interesse na aquisição dos direitos desportivos do jogador, tendo apresentado, ainda antes da abertura da janela de mercado de inverno, uma proposta no valor de 1,5 milhões de euros. Wallim Vasconcelos, dirigente do Flamengo e Eliseu Trindade, sabendo do valor da proposta, semearam e empolaram publicamente, através dos meios de comunicação social, outros valores, muitas vezes superiores aos da proposta efetuada, indiciando uma prática de desinformação e manipulação do mercado, condicionando o negócio. Acrescem ainda as afirmações de Wallim Vasconcelos em que o jogador Elias só iria para o Flamengo e que o negócio estaria já fechado: «O atleta está acertado há mais de um mês,…O Flamengo fez uma proposta excelente para ele, e acreditamos que fizemos uma proposta justa para o Sporting». A situação descrita anteriormente - negociar com o jogador, antes do período definido nos regulamentos internacionais, sem permissão da Sporting SAD, fora dos termos autorizados - consubstancia uma prática ilegal ao nível desportivo. Ainda no mesmo período de transferências, o Flamengo reiterou a sua proposta financeira anterior no valor de 1,5 milhões de euros, ainda longe dos valores mínimos aceitáveis pela Sporting SAD e muito longe do valor do direito de opção existente. A partir daqui seguiu-se a mesma prática anteriormente verificada, indiciando uma manipulação de informação, com divulgação pública de valores inflacionados, sem qualquer correspondência com a proposta real, condicionando o negócio e afastando outros interessados que julgariam que os valores propostos seriam muito mais elevados do que eram na realidade. Posteriormente, por informação de Eliseu Trindade, depois confirmada pela Sporting SAD através do empresário Jorge Mendes, foi conhecido que o Fundo Quality Football Ireland, Limited (“QFIL”), entidade com quem a Sporting SAD se encontra em regime de associação económica, detendo 50% dos direitos económicos do jogador, iria aceitar a troca dos referidos 50% por direitos económicos de outros jogadores do plantel do Flamengo, de forma direta ou indireta. O negócio acabou por não se concretizar devido aos valores diminutos da proposta do Flamengo, a pagar à Sporting SAD. Entretanto a Sporting SAD recepcionou uma proposta firme, por parte de um clube asiático, no valor de 7,3 milhões de euros, tendo a Sporting SAD sido informada que o valor que o atleta iria auferir seria na ordem dos 6 milhões de USD/ano, a qual foi liminarmente rejeitada por Eliseu Trindade. Como culminar da estratégia de pressão sobre a Sporting SAD, com vista a que esta aceitasse a proposta do Flamengo, o Sporting é ameaçado por representantes do jogador com uma queixa na FIFA e na UEFA, com o fim último de obter uma rescisão do contrato de trabalho desportivo existente. No decurso da janela do mercado brasileiro que agora terminou foram desenvolvidas negociações não só com o Flamengo mas também com o Sport Club Corinthians Paulista (“Corinthians”). Contrariamente ao que sempre afirmara, o Flamengo comunicou à Sporting SAD que não tinha qualquer acordo com o fundo QFIL, condição esta que sempre fora um dos pressupostos do negócio. Face à situação revelada, a Sporting SAD propôs ficar com percentagens de direitos económicos de jovens jogadores, para que no futuro pudesse vir a ser ressarcida, no valor que teria de pagar ao fundo QFIL, num montante que ascende a 3,85 milhões de euros. A proposta apresentada pelo Flamengo foi agora de 4 milhões de euros, pagos em quatro partes iguais, sendo a primeira até dia 4 do corrente mês de Abril, e as seguintes em Março de 2015, 2016 e 2017 e prestando garantias apenas a posteriori. Face a estas condições a Sporting SAD rejeitou liminarmente a proposta e o continuar das negociações, decidindo manter a queixa que anteriormente apresentara junto da FIFA. A proposta do Corinthians evoluiu de um pedido de empréstimo até um valor base com o pagamento de 4 milhões de euros, sendo que as condições de pagamento seriam de 1 milhão de euros até ao final do corrente mês de Abril e os restantes 3 milhões de euros em parcelas mensais iguais até Março de 2015. Dado que esta proposta não tinha subjacente o acordo com o fundo QFIL, condição necessária para a concretização do negócio, a Sporting SAD utilizou a mesma solução que anteriormente avançara com o Flamengo, propondo ficar com percentagens de jogadores do clube para fazer face ao valor a pagar ao fundo. Às 22h00 (GMT), de 1 de Abril de 2014, foram dadas por encerradas as negociações com o Corinthians, em virtude deste se ter recusado a resolver a questão do fundo, ou em alternativa, aceitar a solução proposta pela Sporting SAD, vindo mesmo a regressar à sua proposta inicial de empréstimo do jogador. Pelas 24h00 (GMT) reiniciou-se o processo negocial, tendo a Sporting SAD abdicado dos direitos dos jogadores, mas para espanto da Sporting SAD, a proposta de 4 milhões euros que tinha sido apresentada pelo Corinthians foi alterada para 3 milhões de euros passando o pagamento a ser realizado em 4 anos. Às 03h00 (GMT), de 2 de Abril de 2014, o Corinthians comunicou à Sporting SAD que a sua oferta seria novamente de 4 milhões de euros mantendo-se o pagamento em quatro anos. Pelas 03h30 (GMT) o Corinthians alertou a Sporting SAD que se recusava a prestar garantias nos moldes que tinha anteriormente proposto, ficando em definitivo afastada a possibilidade da transferência. As alterações sucessivas e incompreensíveis introduzidas não permitiam cumprir, em tempo útil, as formalidades necessárias antes do encerramento do mercado, pelas 04h00 (GMT). Face ao exposto, a Sporting SAD entende que há indícios de que nem o Flamengo nem o Corinthians tiveram em tempo algum capacidade financeira para adquirirem o atleta, pretendendo sempre chegar a acordo para um simples empréstimo. Parece assim tratar-se na realidade de uma manobra de diversão e de uma operação de marketing junto dos associados dos seus respetivos clubes, prejudicando gravemente a Sporting SAD e o jogador Elias. Face a este comportamento e aos prejuízos deliberadamente provocados, as entidades referidas serão alvo das medidas legais que a Sporting SAD entenda por bem adotar. A Sporting SAD, em defesa dos seus legítimos interesses, decidiu diferir a divulgação pública das negociações, designadamente ao ter recusado comentar as falsas notícias que circulavam na comunicação social.»

Fonte:

quarta-feira, 2 de Abril de 2014

O misterioso negócio Elias

Motivos de força maior impediram que o nosso presidente se deslocasse a Faro ontem, por ocasião do 104º aniversário da nossa filial nº 2, o Sporting Clube Farense. Esses motivos prenderam-se com o interesse de dois clubes brasileiros na aquisição ou mesmo no empréstimo de Elias, e a necessidade de ultimar essas negociações a poucas horas do fecho do mercado no Brasil. Todavia, o tempo esgotou-se e Bruno de Carvalho não fechou a negociação, logo Elias ficará por cá até à reabertura do mercado. O que se terá passado ?, terá sido ridícula a proposta, ou as propostas ?, terá o fundo detentor de metade do passe do jogador, impedido que o negócio avançasse ?, terá existido alguma exigência de última hora, por parte do jogador ou do seu representante ?, poderíamos passar a noite a divagar na procura da resposta exata e mesmo assim lá não chegaríamos. Tem a palavra o nosso presidente, e este certamente que não deixará de vir a público elucidar os sócios e adeptos sobre os contornos desta interminável história. A única certeza que tenho neste momento, é que Bruno de Carvalho defende os interesses do Sporting Clube de Portugal de uma forma inexcedível e ímpar e isso para mim neste momento basta-me. Em frente, Sporting. Saudações Leoninas.


PS Para os mais desatentos e ainda sobre esta temática, embora que com contornos na altura bem diferentes, convém relembrar as palavras de Bruno de Carvalho ( aqui ).