Próximo jogo / Classificações

Classificação Final Liga Nos 16/17 - 1º Benfica 34 jgs, 82 pts; 2º FC Porto 34 jgs, 76 pts; 3º Sporting 34 jgs, 70 pts
Classificação Final Ledman Ligapro 16/17 - 1º Portimonense 42 jgs, 83 pts; 2º Aves 42 jgs, 81 pts; 14º Sporting B 42 jgs, 55 pts

domingo, 12 de janeiro de 2014

Fernando Peyroteo

Filho de José de Vasconcelos Correia Peyroteo ( Torres Novas, 22 de Outubro de 1861 - Angola, 1919 ) e de sua mulher, segundo casamento de ambos, Maria da Conceição Fernandes de Seixas ( 27 de Maio de 1879 - Angola, 1948 ), tio de Herlander Peyroteo, meio-sobrinho de Berta de Bívar e sobrinho-bisneto do 1.º Visconde de Torres Novas e 1.º Conde de Torres Novas e do 2.º Conde de Torres Novas, Fernando Peyroteo nasceu a 10 de Março de 1918 em Humpata, Angola, e desde cedo se revelou como marcador de golos no Sporting Clube de Luanda. Com 19 anos apenas chegou a Lisboa a 26 de Junho de 1937 e não assinou logo contrato. Deu apenas a sua palavra de honra em como jogaria no Sporting sem ter sequer discutido questões monetárias. Apesar de abordado por um clube do norte, o F. C. do Porto, oferecendo-lhe mais dinheiro e melhores condições, Peyroteo não aceitou pois tinha dado a sua palavra de como iria jogar no Sporting Clube de Portugal. Fernando Peyroteo estreou-se com a camisola do Sporting em 12 de Setembro de 1937 num Torneio no Campo das Salésias defrontando o Benfica ( Taça reparação ), jogo que venceu por 5-3 com 2 golos de sua autoria. Nesse seu primeiro ano no Sporting, Peyroteo ajudou o Clube a conquistar mais um Campeonato de Portugal, tendo Peyroteo contribuído decisivamente para a conquista de 5 campeonatos nacionais, 4 Taças de Portugal e 7 campeonatos de Lisboa. Peyroteo foi por 6 vezes o melhor marcador do campeonato nacional, prova em que apontou 331 golos em 197 jogos, uma média fantástica de mais de 1,6 golos por jogo, média ainda hoje não superada por nenhum jogador do mundo em jogos a contar para os campeonatos nacionais. Peyroteo realizou 393 jogos com a camisola «leonina» ( 1937-1949 ) tendo marcado 635 golos ( média de 1,61 por jogo ) e ao longo da carreira disputou 432 jogos marcando 700 golos ( 1,62 por jogo ). Os seus 43 golos apontados no campeonato nacional de 1947/48 só vieram a ser ultrapassados por outro sportinguista: Hector Yazalde que em 1973/74 marcou 46 golos. É difícil escolher a tarde de maior glória de Peyroteo, tantas foram elas com a camisola do Sporting. No entanto salientamos uma quando, em 24 de abril de 1948 o Sporting precisava de vencer o Benfica, fora de casa, por uma diferença de três golos para conquistar mais um campeonato nacional. Nessa tarde de glória, Peyroteo, apesar de ter passado a noite em estado febril, jogou e marcou os quatro golos que permitiram ao Sporting ganhar o campeonato nacional e, em simultâneo, a primeira Taça «O Século», um troféu verdadeiramente monumental. Peyroteo terminou a sua carreira aos 31 anos e faleceu, vítima de ataque cardíaco, em 28 de Novembro de 1978 com apenas 60 anos de idade. Por ocasião das comemorações do 1º centenário do Sporting Clube de Portugal, este clube homenagiou Fernando Peyroteo, lembrando-o com um memorial no dia 10 de Março de 2006, dia do seu 88º aniversário. Depois de descerrada a placa, usou da palavra o filho de nome Fernando Peyroteo: «Gostaria de dizer duas palavras de profundo agradecimento. Tenho a certeza absoluta que se fosse possível esta seria uma das prendas que teriam dado mais prazer ao longo da vida de meu pai. É com orgulho que recebo em seu nome uma homenagem destas. Estou agradecido à Comissão do Centenário. Apesar de tudo, os valores que me foram transmitidos pelo meu pai estão a ser reafirmados. Estou muito sensibilizado. Em relação à minha família será transmitida toda esta emoção.» Certamente, Fernando Peyroteo é e sempre será para todos os sportinguistas, como o melhor ponta de lança de todos os tempos a jogar no Sporting. Era tio-avô de José Couceiro.
Fonte: 
PS Vale o que vale, mas a comparação entre estes dois enormes jogadores, aqui fica. Cada um poderá retirar daqui, as suas conclusões. Em frente, Sporting. Saudações Leoninas.

2 comentários:

  1. Pela seleccao nacional o Peyroteo apenas tem 14 golos em 20 jogos nunca tendo nenhum feito extraordinario pela nossa selecçao, infelizmente.
    Em relacao a titulos tem 5 campeonatos e 4 taças de portugal.

    Eusebio ao contrario de Peyroteo nao era ponta de lanca, e marcou 41 golos em 64 pela selecçao das quinas alem de ter sido o melhor marcador num mundial e o melhor jogador nesse mesmo mundial. Em relacao a titulos sao 11 campeonatos nacionais e 5 Taças de Portugal já para nao falar duma taça dos campeoes europeus (no entanto aqui Peyroteo apenas teria a possibilidade de ganhar uma Taça latina em 49). Ganhou tambem 2 vezes a bola de ouro e em 65 foi considerado o melhor jogador do ano.

    No entanto estas comparacoes valem o que valem. No entanto apesar de nao ter vivido na altura deste magnifico jogador do Sporting nao conheco muitas homenagens ao mais que provavel melhor jogador do sporting. O Benfica tem estatuas, museu com espaco dedicado ao mesmo, marketing tb dedicado ao Eusebio, etc. Os benfiquistas sabem os nomes dos jogadores dos finais dos anos 50, inicio dos 60...e os sportinguistas sera que sabem o nome de todos os 5 violinos? Amigos que tenho nao sabem... Seria interessante de se fazer um inquerito.
    O sporting devia fazer mais pelas suas antigas glorias!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro anónimo,

      concordo contigo, o Sporting tem feito pouco em prol das suas ex glórias, todavia quero crer que Bruno de Carvalho, mais cedo ou mais tarde irá arranjar uma forma digna de o fazer,

      Sl

      aleixo

      Eliminar