Próximo jogo / Classificações

Classificação Final Liga Nos 16/17 - 1º Benfica 34 jgs, 82 pts; 2º FC Porto 34 jgs, 76 pts; 3º Sporting 34 jgs, 70 pts
Classificação Final Ledman Ligapro 16/17 - 1º Portimonense 42 jgs, 83 pts; 2º Aves 42 jgs, 81 pts; 14º Sporting B 42 jgs, 55 pts

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Leoas e leões Campeões

O atletismo do Sporting CP conquistou este domingo, em Pombal, os Campeonatos Nacionais em Pista Coberta. Os leões fizeram a dobradinha, algo que já não conseguiam atingir desde 2011. A equipa feminina manteve a hegemonia, tendo conquistado o sétimo título consecutivo e o 22.º no total em 24 edições, tendo acabado a competição com 108 pontos, mais 21 pontos que o Benfica (87). Quanto ao sector masculino recuperou um título que já escapava há cinco temporadas, terminando a prova com 104 pontos contra os 99 do eterno rival. Importa ainda referir que este foi o 17.º título dos leões em 24 edições dos campeonatos. Depois de ter conquistado sete provas em 13 no primeiro dia da competição, o Sporting CP conquistou 10 em 15 no derradeiro dia dos campeonatos. No sector masculino destaque para nova vitória de Nelson Évora. Depois de vencer o salto em comprimento na prova de sábado, o atleta leonino voltou a conquistar os oito pontos para o Sporting CP no triplo salto. Évora dominou completamente a competição, tendo triunfado com um salto de 16,55 metros, contra os 15,43 do atleta do Sp.Braga, Ricardo Jaquite. Depois de conquistar a primeira competição por clubes de leão ao peito, Nelson Évora era um homem feliz. “Acabámos por dar uma alegria a todos os Sportinguistas. Não é só o futebol que interessa, embora claro tenha uma grande importância para o Clube. Foi feita uma aposta e poucos meses depois está aqui a resposta com a conquista deste título", assinalou, em declarações exclusivas ao Jornal Sporting. Na velocidade Rasul Dabó venceu os 60 metros barreiras, com o tempo de 7,89. Já Sandy Martins venceu a prova de 800 metros, com o tempo de 1:53,55 minutos, menos sete centésimos que Miguel Moreira do Benfica. Quanto à prova de 3000 metros foi conquistada por Hugo Correia, que percorreu a distância em 8:27,22 minutos. Quanto ao lado feminino, Patrícia Mamona voltou a estar em grande destaque na prova de triplo salto, saltando novamente acima dos 14 metros. A atleta leonina dominou largamente a competição, tendo vencido com 14,13 metros, terceira melhor marca mundial do ano, contra os 13,70 da atleta do Benfica, Susana Costa. No final da competição, a atleta do Sporting CP, Patrícia Mamona, que conseguiu a melhor marca pessoal da época, mostrou-se satisfeita com a sua participação. “O balanço desta prova é positivo. O objectivo era conquistar os oito pontos para o Sporting CP e isso foi conseguido, tanto ontem na prova de salto em comprimento como hoje no triplo salto que é a minha disciplina. A nível pessoal também fiquei contente, consegui obter a melhor marca da época, o que para mim já é bom. Conseguir estar toda a época de Inverno a saltar acima dos 14 metros revela consistência e deixa-me motivada para fazer uma boa marca nos Europeus”, destacou, em declarações exclusivas ao Jornal Sporting. Depois, no lançamento do peso, Jéssica Inchude também não deu hipóteses à concorrência, tendo registado a marca de 16,16 metros. No salto à vara, novo triunfo verde e branco, com Marta Onofre a chegar aos 4,20 metros. Na velocidade, a equipa leonina dos 4x400 metros venceu a competição, com o tempo de 3:41,86 minutos. Já nas distâncias mais longas, Salomé Afonso venceu os 800 metros, percorrendo a distância em 2:07,40 minutos, e Ana Mafalda Ferreira os 3000 metros, em 9:43,70 minutos. O Sporting CP fez a festa no final da competição, tendo somado uma dobradinha que já escapava há cinco épocas.


O atletismo do Sporting está de parabéns. Que grande dobradinha esta. Em frente, Sporting. Saudações Leoninas.

Sem comentários:

Enviar um comentário