Próximo jogo / Classificações

Classificação Final Liga Nos 16/17 - 1º Benfica 34 jgs, 82 pts; 2º FC Porto 34 jgs, 76 pts; 3º Sporting 34 jgs, 70 pts
Classificação Final Ledman Ligapro 16/17 - 1º Portimonense 42 jgs, 83 pts; 2º Aves 42 jgs, 81 pts; 14º Sporting B 42 jgs, 55 pts

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

É só o que pedimos... justiça


A Associação de Futebol de Lisboa manifestou, através de comunicado, a sua solidariedade para com o Sporting sobre o caso da Taça da Liga com o FC Porto.

No comunicado, a AF Lisboa destaca a independência e isenção mostradas pela Comissão de Instrução e Inquéritos da Liga de Clubes, que analisou o atraso no início da segunda parte do jogo entre FC Porto e Marítimo, considerando haver motivos para punir o clube azul e branco. 

Mostra-se também «confiante que se faça justiça e que a verdade desportiva seja, efectivamente, reposta, dando razão ao seu filiado Sporting», salientando-se: «A decisão que ora se antevê pode constituir um ponto de viragem para uma nova “era” no futebol português.»

A terminar, a AF Lisboa deixa vincado: «Com o cumprimento das regras, o Sporting deve ocupar, naquela competição, o lugar que, regulamentarmente, lhe é devido: o de semifinalista da Taça da Liga. Só assim se fará justiça!»

Comunicado:

«TAÇA DA LIGA: A BEM DA VERDADE!

Tendo tomado conhecimento da decisão da Comissão de Instrução e Inquéritos (CII) da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, relativa ao atraso no início do jogo FC Porto – Marítimo, referente à 3ª Jornada da 3ª Fase do Grupo B da Taça da Liga, a qual corrobora as posições publicamente defendidas pelo seu filiado Sporting Clube de Portugal, não pode a Associação de Futebol de Lisboa deixar de subscrever enfaticamente a posição defendida por aquela Comissão e relevar a independência e isenção demonstradas pelo órgão em questão.

A Associação de Futebol de Lisboa não pode, também, deixar de destacar a forma célere como as instâncias desportivas portuguesas estão a julgar o referido caso. Tratam-se de sinais claros e muito positivos de credibilização da organização do futebol profissional em Portugal.

A Associação de Futebol de Lisboa, no escrupuloso respeito pela independência dos órgãos jurisdicionais competentes, aguardará o decurso do processo confiante que se faça justiça e que a verdade desportiva seja, efectivamente, reposta, dando razão ao seu filiado Sporting Clube de Portugal.

A decisão que ora se antevê pode constituir um ponto de viragem para uma nova “era” no futebol português.

A Associação de Futebol de Lisboa estará, assim, e uma vez mais, vigilante na defesa firme e intransigente dos seus clubes filiados, mas sobretudo na defesa do futebol e da verdade que o deve nortear.

Com o cumprimento das regras, o Sporting Clube de Portugal deve ocupar, naquela competição, o lugar que, regulamentarmente, lhe é devido: o de semifinalista da Taça da Liga. Só assim se fará justiça!»

Sem comentários:

Enviar um comentário